China alerta sobre vírus mais mortal que covid-19 no Cazaquistão

0
498
Profissionais da saúde, analisando o ambiente

A imprensa na China relatou sobre a doença e alguns médicos especialistas chineses não descartaram a possibilidade.

As autoridades cazaques refutaram as reportagens da mídia chinesa sobre uma “pneumonia desconhecida”, que seria mais mortal que a covid-19. A imprensa na China relatou sobre a doença nesta sexta-feira (10) e alguns médicos especialistas chineses não descartaram a possibilidade.

A Embaixada da China no Cazaquistão alertou na quinta-feira (09) os cidadãos chineses que vivem no país de uma pneumonia local de fonte desconhecida, segundo Global Times. Organizações como o departamento de saúde do Cazaquistão estão estudando o “vírus desta pneumonia”, disse a embaixada chinesa, citando a mídia.

A doença misteriosa teria causado 1.772 mortes nos primeiros seis meses do ano, com 628 somente em junho e incluindo cidadãos chineses no Cazaquistão, informou a embaixada em um comunicado em sua conta WeChat, ainda citando a imprensa local.

Porém o Ministério da Saúde do Cazaquistão refutou nesta sexta-feira relatórios sobre uma pneumonia desconhecida no país.

O ministério também disse em um post publicado no Facebook que o país continua monitorando a pneumonia, de acordo com a classificação da Organização Mundial da Saúde. Além disso, o ministro da Saúde do Cazaquistão, Alexey Tsoy, informou à imprensa na quinta-feira que existem pneumonia bacteriana, fúngica, viral e “não especificada” no país, afirmando que prova que os relatos da mídia chinesa são falsos.

Segundo o Global Times, o embaixador da China no Cazaquistão, Zhang Xiao, conversou por telefone com Tsoy após todas essas notícias e falaram sobre parceria estratégica abrangente e permanente no combate ao coronavírus.


Qualifique Já!

Leia outras notícias em nosso site Qualifique Já! Siga, também, o Qualifique Já! no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (71) 99908-4281.

Curta nossa página

Grupos no WhatsApp e Telegram

Participe também de nossos grupos no WhatsApp e Telegram e receba diariamente todo o nosso conteúdo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui